Oie!
Se você esta aqui, acredito que a culpa por comer seja uma coisa que te incomoda. Correto?  Isso acontece às vezes ou praticamente o tempo todo? Ou depende do que você come? Ou ainda, depende do que come e da quantidade?

Preciso jogar a real com você. O que significa dizer que a culpa por comer não se resolve lendo alguns artigos como esse, nem mesmo em um passe de mágica em alguma sessão terapêutica.

Na verdade, dissolver a culpa por comer é um processo que leva mais ou menos tempo dependendo da pessoa.

Mas uma coisa eu posso GARANTIR.

O que eu posso garantir é que os próximos parágrafos vão cutucar você levando para algumas reflexões. Com isso, é muito provável que caiam algumas fichas, sendo que essas fichas podem ser o impulso para caminhar no seu processo de dissolver a culpa por comer.

LARGUE O JULGAMENTO

A primeira coisa que tenho para dizer é que um dos gatilhos da culpa por comer é o julgamento dos alimentos. Ou seja, identificar algumas preparações como “boas” ou “permitidas” e outras preparações como “ruins” ou “proibidas” ou “jacadas”. A princípio, desconstruir o julgamento dos alimentos não é tão fácil por estar muito enraizado na nossa cultura. Para tanto é necessário desconstruir o que você reconhece como comida. E depois disso reconstruir sua relação com a comida tendo como base a ausência de julgamentos.

CUIDE DAS EMOÇÕES COMO ELAS MERECEM

Outro ponto importante como gatilho da culpa por comer é o ato de comer as emoções. Frequentemente isso acontece pois quando você come as emoções tende a consumir qualquer alimento sem nem perceber. Com isso, come sem critério das suas sensações físicas, quer seja, na escolha consciente daquilo que seu corpo físico está pedindo no tamanho da porção. O que pode ajudar nesse quesito é estar sempre com atenção plena nas suas sensações, consciente das razões para comer uma coisa ou outra.

A partir de agora talvez você esteja querendo saber o que fazer com essas informações. Mas pode respirar e vir comigo! Rs

O mais importante sempre é estar PRESENTE. Ou seja, estar em cada momento para descontruir o julgamento dos alimentos e perceber as razões que levam a comer.  A partir desse ponto, trazer para o consciente e construir um novo comportamento.

E mais, no Nutrição com Alma eu pego na sua mão e ensino COMO desconstruir o julgamento dos alimentos e COMO passar a comer de forma consciente, sem comer as emoções e SEM CULPA. As inscrições abrem dia 28 de maio e para receber informações primeiro é só deixar seu contato no botão abaixo.

Super beijos,
Karelin Cavallari

foto. Azerbaijan_stockers via Freepik versão gratuita.